30 de setembro de 2016

Anjinho da guarda

Quando era pequena adorava dormir com a minha avózinha e antes de dormir era obrigatório rezar, agradecer e pedir alguma coisa (ou para nós ou para os outros). Umas das orações era ao anjo-da-guarda, ela sempre me falou que cada um de nós tinha um desde o nascimento. E eu adorava a ideia de ter um anjo só meu, era como ter um super herói privado!
Com o passar do tempo ela deixou de me falar dele, ela e todas as pessoas ao meu redor, talvez por achar já não ser necessário e eu fui me esquecendo...
Acho que deixei de acreditar nele, como quem deixa de acreditar no Pai Natal. Mas à um ano atrás tudo voltou a mudar! :)
Desta vez por conversa com amigos.
Lembro me de chegar a casa e chorar. Chorar de choque e ao mesmo tempo de felicidade, pois tudo começava a fazer sentido.
Senti que não fui a única a "desacreditar" e que também não era a única a querer saber mais sobre esse assunto. Este assunto que para muitos é TABU e motivo de gozo. Este assunto que me traz tanta felicidade. 
A partir desse dia muitas coisas mudaram e continuam a mudar. :)
Já li muito sobre este tema, e tenho vindo aprender muitas coisas com quem sabe. Eu como não tenho conhecimentos suficientes para falar sobre este assunto, apenas sugiro que vejam este filme (aqui).
É indicado para crianças, mas aos adultos também faz muito bem!

A minha vida mudou tanto (para melhor) desde que passei a acreditar no meu anjinho. Agora sim, acredito verdadeiramente! Sinto-o quase todos os dias e não sinto mais porque sou muito distraída no meu dia-a-dia. Quando faço asneira é impressionante como me sinto diferente de antes.

Com este post, como uma pessoa que vos escreve com carinho, só vos queria dizer que a vida é muito mais do que conseguimos ver pelos nossos olhos, é preciso escutar com o coração. E acreditem, acreditem muito, que nunca estão sozinhos e que quem está ao vosso lado é totalmente do bem. Tenham fé, independentemente da religião e agradeçam todos os dias o facto de estarem vivos, de boa saúde e todo o bem que vos acontece.

Só quero dizer mais uma coisinha, porque sei que muitos tem essa ideia, um anjo é um ser celestial, nada tem a ver com uma pessoa que nos foi querida e agora nos protege.

Beijinhos!


6 comentários:

  1. Gostei miuto deste texto. Eu pessoalmente não sou religiosa, mas acredito que há algo que nos vai dando uma mãozinha e criando o nosso caminho.

    Adorei o teu blog, ja estou a seguir! Gostava muito que visitasses o meu blog e me seguisses também ;)

    Beijinho😘
    The-not-so-girlygirl.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Também gostei mesmo muito deste texto. Simples mas poderoso nas palavras. E lembraste me uma coisa que eu fazia com o meu avô quando ele vinha para casa dos meus pais umas temporadas. Adorava esse momento E adorava poder tê-lo novamente cá comigo...sinto que não consegui "usufruir" dos meus avós muito tempo e um "avô" faz tanta falta..:(
    Mas não sou religiosa mas acredito em algo, algo que vai além da nossa compreensão! E sei bem do que falas nessa presença...também a sinto. E é algo assim mesmo, que se sente e não se explica.
    Um grande beijinho
    elisaumarapariganormal.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Seu texto ficou incrível. Eu acredito que temos um anjo da guarda sim.
    amei seu blog já estou seguindo
    ❥Um super beijo❥


    ladorosadomundo.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  4. Finalmente alguém que concorda comigo :)
    A minha mãe e eu rezávamos o "Anjinho da Guarda" todas as noites quando eu era pequenina. Claro que uma criança é super inocente e o mais provável é nem perceber nada. Cresci sendo obrigada a ir à missa ao domingo. Detestava. Sempre fui da opinião que ir à missa tem que ser com vontade caso contrário mais vale ficar em casa. À medida que fui crescendo fui criando uma opinião acerca da religião e para mim tudo não passa de uma coisa ridícula que só serve para fazer dinheiro e virar as pessoas umas contra as outras.
    Acredito em Deus. E isto acontece à séria desde Agosto, porque tive provas (muito pessoais para serem reveladas). Acredito que temos alguém acima de nós com um poder inimaginável, que lhe chamem Anjo ou Deus ou Pai pouco importa. O que interessa é realmente acreditar e comunicar com esse alguém, tal como disseste a vida começa a correr de outra maneira :)

    Um grande beijinho!

    ResponderEliminar
  5. Amei o texto.
    Visita o meu blog não te vais arrepender.
    Se és fã de moda,beleza etc.
    Estas no sitio certo.
    mundodaritablog.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. Acredito muito em anjos, sei que eles me protegem a todo momento. Realmente falam muito pouco neles nos dias de hoje.

    ResponderEliminar